quinta-feira, 14 de junho de 2012

Cerejas do Fundão

Olá!

Hoje não vamos falar de pratos confeccionados, nem de receitas, vamos apenas saborear as magníficas cerejas do Fundão.

Ontem embarquei numa bela aventura com um grupo de jovens com idade superior a 65 anos! Sim, jovens de espírito e muito divertidos e simpáticos. Este passeio é organizado por uma das simpáticas funcionárias do Centro Social e Paroquial de S. Domingos de Rana, que é natural do Fundão. Este ano, em virtude de estar sem ocupação profissional, peguei no meu filhote de 8 anos e rumei à aventura.


A primeira paragem foi na Moagem de Centeio. Este edifício foi adquirido pelo município e recuperado com a função de centro cultural, tendo sido todo o recheio musealizado. Um espaço muito interessante que vale a pena visitar.

Antes do almoço, e devido à grande publicidade que tem sido feita, houve umas quantas meninas que quiseram comprar os recém criados pastéis de cereja. Confesso que não provei, nem comprei, o meu objectivo era o de comprar cerejas, muitas cerejas, mas diz quem provou que são excelentes, um pastel de nata com cereja!

O almoço foi no Restaurante Rural Gardunha, na Vila de Soalheira. Com uma ementa simples, mas bem confeccionada, no entanto, o que mais me cativou foi um belíssimo queijo de meia cura do qual "limpei" praticamente sozinhas 2 tábuas cheias e, como não poderia deixar de ser, comprei um para me deliciar em casa!

Depois do almoço fomos ao que nos levou nesta aventura - comprar cerejas, muitas cerejas!

E este é o magnífico aspecto deste ouro vermelho da nossa Cova da Beira, de sabor então, nesse nem se fala! Tal não é que trouxe 20 Kg e pensava fazer uma bela compota de cereja, mas está tão gulosa que não consigo, será um crime transformar estas belas cerejas em compota, assim nada mais me resta do que comê-las...

É uma experiência muito gira e um passeio agradável, não deixem de ir à origem comprar estas magníficas cerejas carnudas, cheias e deliciosas!


Sem comentários:

Enviar um comentário